quinta-feira, 27 de abril de 2017

E o Bradesco?

Ecaaaaaa... Bradescu!

Olá, olá.

Nossa, como eu odeio esse banco! Nunca devi nada pra eles, nunca tive um problema sério neles, mas eu tenho uma implicância quase que mortal com ele. Eu tenho/tive/não sei mais uma conta - Digiconta - no Bradesco e odiei tanto que nem sei mais como estou.

Eu me lembro bem, era uma manhã de 2014 em algum dia que o Brasil ia jogar na Copa, eu estava à toa e fui na agência abrir a Digiconta. A agência estava lotada, mas era a chance que eu tinha e lá fui eu... eles tinham uma biometria ridícula que lê sua mão feito uma ciagana que nunca leu minha mão direito. Eu ia aos caixas eletrônicos do Bradesco e parecia que eu estava no Passa-ou-Repassa , tamanho era o tira e bota mão frenético e a droga da máquina nunca lia. O app era difícil de usar (é até hoje) e eu recebi um cartão com as letras e baixo relevo (aquela porra parecia um Rio Card vermelho) da Elo (!) Elo! ELO! Quem usa Elo, na boa? Acho que nunca usei nada deles, no fim das contas... eu preciso tomar vergonha na cara e ir ao banco ver como está minha situação fechar minha conta e dizer adeus.

Minha mãe é correntista dele. Era do HSBC e virou Bradesco depois da venda. Eu acho um lixão... ela se enrola toda no site e no app deles, tadinha. E eu me enrolo também tentando ajudar ela hahahahaha. Eu devo ser muito burra ou ter muita má vontade com esse banco. Vocês decidem.

Um castigo: um dia ir pra uma empresa onde terei que (re)abrir conta neles. 

quarta-feira, 26 de abril de 2017

E o Itaú?

Quanta rebeldia, jovem...

Olá, olá.

Em clima de despedida, pois a iConta está acabando, fica aqui a postagem sobre minha experiência com o Itaú. Foi o primeiro banco onde tive conta (na verdade, tive uma conta-salário no BB e fiquei só 6 meses nela, aí não conta) e meu primeiro cartão de crédito foi dele, que lindo. Conta que tinha cobrança, cartão que tinha anuidade, mas nessa época eu nem ligava (noob!) Me afundei no LIS no passado (a culpa foi toda minha, o banco não tem nada a ver com minha incompetência), nunca tive limite alto no cartão deles... o Itaú sempre cagou pra mim, até que um dia migrei para a iConta e tudo melhorou. Cancelei o cartão de crédito (nessa época já estava com o Free do Santander) e nunca mais paguei nada pra eles. Nadinha. Beijos de luz, Itaú. 

Não tenho muito o que falar desse banco. É muito conveniente pra mim porque em cada esquina do meu bairro tem um Itaú vazio e deposito sempre nele (Santander tem poucos bancos e sempre estão cheios e zuados), não pago nada, não preciso mais do cartão de crédito deles (chupa!) e mesmo se quisesse, teria que pagar anuidade e meu limite seria de (risos!) 700 reais. 

É útil, é prático, é grátis. Tá ok.

terça-feira, 25 de abril de 2017

E o Santander?

Hahahahaha, meu Deus!

Olá, olá.

Antes de mais nada, (quase) nada tenho a me queixar do Santander e a ilustração acima é só pela zuera mesmo. Sou correntista desde 2013 e de lá pra cá tive 3 pacotes de serviços diferentes. O primeiro era o que a minha empresa abriu pra mim que me sugava R$ 27,90/mês e que rapidamente me livrei. Depois passei para os serviços essenciais e depois passei e me assentei no Free. Acho que eles não tem mais essa opção de conta corrente, só o cartão. Ao que minha memória permite, a conta é assim: não pago tarifas e ainda tenho direito a um TED ou DOC por mês. É o suficiente para transferir meu salário todo para o Itacu, onde tenho a iConta ou para o Intermedium (cara, pra que tanto banco?). Para garantir esse 0800, tenho que seguir duas das seguintes regras:
  • meu salário tem que cair no Santander
  • tenho que transferir R$ 40,00 para conta poupança
  • tenho que ter uma conta em débito automático
  • tenho que pagar pelo menos um boleto no site ou app
Sigo as regras 1 e 4. Quanto ao cartão Free, a anuidade é gratuita se eu fizer pelo menos R$ 100,00 de compras no mês. Vejo muita gente de mimimi por causa dessa regra, mas fica o questionamento: pra que diabos você quer um cartão de crédito se não gasta 100 Temers ao mês nele? Ele tem programa de milhagem no qual já resgatei chocolates da Brasil Cacau (após um barraco na loja que não queria aceitar meu voucher), um vale compras Boticário e um jogo de cama para solteiros. E foi o cartão de crédito mais generoso comigo, em questão de limite.

O Santander que nunca teve uma conta digital resolveu inventar uma tal de Conta Super que, honestamente, não vale a pena. Dá uma olhada aqui e descubra porque. Acho que hoje em dia não vale a pena abrir conta alguma nele, mas na época da conta Free valia muito e estou satisfeita com o que tenho.

OBS: vou seguir falando das minhas experiências com bancos. Os próximos serão Itaú e Bradesco.

segunda-feira, 24 de abril de 2017

Intermedium Como Opção de Banco?

Boatos dão conta de que este seria um caixa para depósito do Intermedium. Será?

Olá, olá.

Se você estava procurando água em Marte por esses dias ou simplesmente não se ligou na finasfera nessas últimas semanas, saiba que a iConta do Itaú foi pro brejo (irá, na verdade, no dia 30/04) assim como a Digiconta Bradescu (sim, eu tenho muita implicância com esse banco) e a conta digital do BB (essa não só se foi como foi substituída por uma conta mais miserável do que os "serviços essenciais" que o Bacen nos garante). 

Enfim, acabou. Para quem não tem conta digital alguma, vale a pena correr como se não fosse amanhã para fazer a derradeira iConta ou... ir para o Intermedium.

Esse banco mineiro é 100% digital e possui algumas facilidades que o colocam à frente de muito bancão por aí e já vou sapecando o raio-x dele de acordo com o Banco Data:


Esse banco não tem agências e nem caixas eletrônicos. Vou fazer um FAC aqui, mas no site deles tem tudo, exceto meus comentários desnecessários, o que pode ser uma vantagem (ou não).

"OMG, como saco dinheiro nele, uai?" 
Por aqueles caixas 24h. 

"OMG, como deposito?" 
Ele tem uma coisa muito muito legal que é gerar boletos (cada correntista pode gerar 10 boletos por mês, mas pode pedir mais) aí você gera um boleto no valor do depósito que você quer depositar nele e paga esse boleto. Cara, se eu ainda vendesse Avon, Demillus e afins super geraria boletos pras clientes que moram longe pagar assim... Voltando ao foco, você pode enfiar dinheiro nele via TED ou DOC ou fazendo depósito de cheque pelo app (eu não faço idéia de como é isso porque eu nunca usei cheque e nem sei porque eles existem e como funcionam, desculpe). O dinheiro sai e entra fácil nele, viu? 

"E cartão?"
Obviamente o correntista recebe um cartão para débito, caso contrário não poderia mexer no terminal 24h huehue. A função crédito você solicita pelo site ou app. Você não é obrigado a enviar o contracheque (ou, como se fala em outros lugares no Brasil,  holerite - palavra horrível), mas se você solicitar crédito e o banco por algum motivo recusar, não terá outra chance de mandar o contracheque, então, recomendo que envie. Eles são generosos? Bem, mandei meu comprovante de IR pra eles e me foi concedido R$ 1.500,00. Achei pouco, comparando com o que tenho no Santander, mas foi mais do que o Nubank. A operadora é Master.

"E as tarifas?"
Nada. Você não paga nada, nem a anuidade do cartão, nem TED, nem nada. Repito: não paga nada. De novo: nada.

"E os investimentos?"
Tem o CDB com liquidez diária rendendo 100% do CDI, aportes a partir de R$ 500,00. Tinha LCI e LCA, mas desde 16/03 acabaram os lastros e só Deus sabe quando aparece de novo. As LCI tinham o valor mínimo de R$ 1.000,00. Dá para investir, inclusive, via boleto. Você gera um boleto boladão lá para investimentos, paga ele e ta-dah! o valor é aplicado direto no CDB. Adicionalmente, eles custodiam o TD (mas não são agente integrado) e não cobram por isso. Cheguei a pensar em sair da Easynvest e pra eles para aplicar no TD, mas no momento vou deixar como está. Eles também tem o fundo de debêntures incentivadas que aplico na Easy, ou seja, não são pão-duros como bancões com opções para investimentos, mas em questão de CDB, prefiro o Sofisa ainda. 

"E os brindes?"
Nessa eu me fudi. Eles dão uma caneta boladona com o nome do correntista para quem faz a primeira aplicação no CDB no valor de 5 mil Temers. Eu apliquei 500,00 porque achei que poderia aplicar 5 mil em qualquer época. Aff... enfim, eles dão uns brindes legais pra quem aplica dinheiro grande, tem almofadinha, power bank, etc. 

"Você recomenda?"
Sim. Tem muito fanboy do Intermedium no Facebook que acha que esse banco é deus e não é bem assim. Banco existe pra lucrar e se ele não tá cobrando nada, ele está ganhando de outra forma, certamente. E não duvido que num futuro relativamente distante ele comece a cobrar, mas até lá vamos usar. Acho o processo de abertura de conta deles bem rápido: baixe o app e faça o que ele manda, simplesmente. É bem intuitivo e prático.

Se houver alguma outra dúvida, só perguntar nos comentários. Favor não perguntar se ele cobra alguma coisa, pelamordedeus!

quarta-feira, 19 de abril de 2017

Dica para Economizar em Assinaturas Digitais

Olá, olá.

Para quem ainda não viu no Facebook, tem um site muito útil para quem preza pelo próprio bolso: o Kotas. Nele, as pessoas dividem o valor de assinaturas virtuais como Netflix, Deezer, Globo Play, Office 365 Home, etc. Das cotas que vi, nenhuma passa de 10 reais. Cara, esse é o capitalismo mais solidário que já vi na vida!

O site é esse aqui. De nada!

terça-feira, 18 de abril de 2017

FGTS - A Saga (e Um Feliz Engano)

Olá, olá!

Conforme reclamei aqui sobre como me fudi no FGTS, tive um plot twist: consegui sacar! Fui vítima de informações trocadas. Como sou de março, a grana ficaria disponivel a partir de 10/04, mas ouvindo a CBN, o cara disse que quem tinha sido mandado embora sem justa causa até sei lá qual período o dinheiro já estava disponívelAí, no dia 07/04 fui na agência e nada consegui. Nesse mesmo dia liguei para a Caixa e a atendente me disse que no meu caso eu teria que dar entrada numa agência e levar uma pá de documentos e aquilo me deu um desânimo tal que resolvi só fazer esse processo todo depois de julho. Só que hoje deu uma coisa em mim pra dar uma olhada no extratodo FGTS e vi lá uma movimentação diferente e aí, bingo!, fui ao caixa eletrônico e consegui - enfim! - sacar. Pra onde o dinheiro vai? Para prostitutas e drogas pra minha reserva de emergência, que estou com as contas pagas e esse dinheiro de FGTS é, em teoria, um dinheiro para emergências. Só que comigo vai render mais do que TR + 3% ao ano. 

E é o que temos pra hoje :)

segunda-feira, 17 de abril de 2017

Um Conto de Páscoa


Olá, olá.

Vou contar uma anedota de infância que eu sempre me lembro na Páscoa: quando eu tinha uns 6-8 anos, meus pais me levavam pra passear no shopping nesses períodos festivos (aniversário, dia das crianças, Natal, Páscoa) e minha mãe fazia uma coisa que era de praxe. Ela me levava nas Lojas Americanas ou lojas do tipo e me dizia "Jacque, pega tudo o que você ganhar e faz uma pose bem bonita" aí eu ia, enchia meus bracinhos com tudo o que queria de presente, minha mãe tirava uma foto bem bonita (dessas de filme Kodak, cujo rolo cabia umas 36 fotos) e depois dizia que eu tinha que escolher um presente pra levar pra casa (se fosse algo caro ela me fazia mudar de ideia até escolher o mais barato, hue!) e era isso aí. Tinha a foto com tudo o que eu gostaria e a realidade de ter ficado com um só e dar graças a Deus por ter uma mãe democrática a ponto de deixar eu escolher o presente que queria. Contando essa história no trabalho, alguns colegas recriminaram minha mãe pela maldade que ela fazia. Fiquei chocada com a atitude deles! Minha mãe fez a coisa certa pro bolso dela e pra minha educação, certíssima ela! Cresci dando razão a ela e agradecendo essas limitações. A vida adulta limita a gente de forma ainda pior, não é mesmo? E na vida adulta não tem mamãe registrando as coisas boas e nos dando a opção de escolha. A gente se fode sozinho e as coisas ruins vem aleatoriamente e nos cabe ser maduros e racionais para poder pôr as coisas em ordem. A moral da história pode ser essa... Obrigada, mãe!